Medium istock 85615479 xlarge

Safra de grãos é de 186,4 milhões de toneladas

13 de Outubro de 2016

Thumb irrigacao

A produção brasileira de grãos da safra 2015/16 chegou a 186,4 milhões de toneladas, com uma redução de 10,3% ou 21,4 milhões de toneladas em relação à safra anterior, que foi de 207,8 milhões. É o que indica o levantamento mais recente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado no dia 6 de setembro.

 

Com exceção das culturas de inverno e amendoim, houve queda na produção dos demais grãos devido às adversidades climáticas, como estiagens prolongadas e altas temperaturas durante o ciclo.

 

O trigo, principal cultura de inverno, manteve o crescimento de produção, subindo 11,4% e chegando a 6,2 milhões de toneladas, mesmo com uma área 14,4% menor. A produção da soja, no entanto, encolheu 0,8%, passando de 96,2 para 95,4 milhões de toneladas. O milho total apresentou redução de 20,9%, chegando a cerca de 67 milhões de toneladas.

 

Em contrapartida, a área plantada aumentou para 58,3 milhões de hectares, (crescimento de 0,7%), ou seja, 397,1 hectares a mais do que na safra passada. A soja, que responde por 57,12% da área cultivada do país, é a grande responsável por esse aumento. O acréscimo é de 3,6%, passando de 32,1 milhões de hectares para 33,2 milhões na safra atual.

 

O milho segunda safra também teve expansão de área plantada, ganhando 10,3% (984,2 mil) e totalizando 10,5 milhões de hectares. Já a área plantada de milho primeira safra encolheu 12,3%, ficando com 5,4 milhões de hectares. O mesmo ocorreu com o feijão primeira safra, cuja área caiu 7,1%, registrando 978,6 mil hectares.

 

No caso do feijão segunda safra a diminuição de área foi de 0,4%, totalizando 1,3 milhão de hectares. Já o feijão terceira safra teve queda de 16,5% na área, fechando em 545 mil hectares.