Medium istock 93795153 xlarge

Medição individual de água em condomínios novos será obrigatória

13 de Outubro de 2016

Thumb solucoes tecnicas

A Lei 13.312 determina que, dentro de cinco anos, todos os prédios novos do Brasil deverão ter hidrômetros individuais entregues pela construtora. Com isso, as pessoas vão deixar de pagar o ‘rateio’ da conta de água do condomínio e passar a custear o valor real consumido em cada unidade.

 

A medida vai atacar diretamente dois problemas. O primeiro e mais importante, do ponto de vista ambiental, é a redução brutal do desperdício. Segundo estudo do Conselho Brasileiro de Construção Sustentável (CBCS), a medição individual pode levar a uma economia de água de até 40%. É que, no sistema de rateio, os consumidores não se sentem motivados a economizar, já que a conta é dividida igualmente para todos.

 

Ligado a isso, outro aspecto positivo é que o novo sistema será mais justo, principalmente para unidades com um só morador, que, atualmente, acabam subsidiando a conta de água dos apartamentos que possuem maior número de pessoas.

 

A medida não atinge condomínios construídos antes da resolução, mas muitos deles têm contratado empresas especializadas para implantar o sistema individual. Em São Paulo, porém, já existe uma lei, em vigor há seis anos, que obriga os apartamentos a terem medição em cada unidade separadamente.

 

Nem sempre se acreditou

 

Quando a medição individual foi lançada, há 13 anos, por meio da telemetria (medição à distância), houve muita dificuldade para convencer os usuários sobre a importância e funcionalidade da ferramenta. Na fase seguinte, a sociedade passou a entender melhor o conceito e a querer pagar de acordo com seu consumo, e não mais pela conta do seu vizinho. A ideia ganhou força nos últimos anos, impulsionada pela crise hídrica.