Medium irriga%2bpiv c3 b4

Brasil possui 1,275 milhão de hectares irrigados com pivôs centrais

23 de Fevereiro de 2017

Thumb irrigacao

O Brasil está entre os dez países com a maior área irrigada do mundo. Entretanto, utiliza apenas 20% das terras com potencial para isso. Mas este cenário tende a mudar.

Segundo estudo da Agência Nacional de Águas (ANA) e da Embrapa Milho e Sorgo, existem 20 mil pivôs centrais – tecnologia com maior expansão nos últimos anos - ocupando 1,275 milhão de hectares no país. A pesquisa analisou dados coletados até 2014 e revela um aumento de 43% em relação a 2006.

A importância da irrigação para manter o Brasil entre os grandes players mundiais da produção agropecuária, a carência de dados atualizados sobre o assunto e os conflitos pelo uso da água - a irrigação responde por 72% do consumo de água no país – são alguns dos fatores que motivaram esse trabalho. 


Onde estão os pivôs

O mapeamento, que baseou-se em imagens de satélite, cobrindo todo o território nacional, aponta que 80% da área total irrigada por pivô concentram-se em quatro Estados: Minas Gerais, Goiás, Bahia e São Paulo.

Mato Grosso e Rio Grande do Sul também possuem áreas expressivas e se destacam pela forte expansão da atividade nos últimos anos. Os maiores polos de irrigação por pivôs centrais no Brasil estão nas regiões hidrográficas Paraná e São Francisco.

“É muito importante quantificar a demanda de água desse setor, já que o Brasil é um grande exportador de produtos agrícolas com grande potencial para aumentar sua área irrigada”, disse a diretora da área de Planejamento da ANA, Gisela Forattini.

O projeto pivôs é uma das etapas para a construção do Atlas do Uso da Água na Agricultura Irrigada, que contempla o mapeamento de outros importantes grupos de áreas irrigadas, em especial cana-de-açúcar, café e arroz inundado.

O estudo permite aperfeiçoar as estimativas de demandas da água e os dados podem ser utilizados na elaboração de planos de recursos hídricos e em estudos de bacias críticas.